CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / SAÚDE

Bárbara Evans pode fazer cirurgia plástica após dar à luz gêmeos? Especialista faz alerta

Bárbara Evans revelou que fará mais de três cirurgias plásticas. Especialista alerta sobre riscos

Paulo Henrique Lima
por Paulo Henrique Lima

Publicado em 18/06/2024, às 20h50

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Bárbara Evans é mãe de três crianças - Foto: Reprodução/Instagram
Bárbara Evans é mãe de três crianças - Foto: Reprodução/Instagram

Bárbara Evans, que deu à luz os gêmeos Antonio e Álvaro, em novembro de 2023, está decidida a fazer cirurgias plásticas para corrigir algumas imperfeições naturais que surgiram por conta da gestação. Casada com o empresário Gustavo Theodoro, ela também é mãe de Ayla, de dois anos.

A influenciadora já conseguiu eliminar 17 kg desde o nascimento da dupla, mas ainda assim não se sente feliz com o seu corpo, o que a motivou a fazer alguns procedimentos. Na lista, ela lista os seguintes: Mamoplastia, troca de silicone, abdominoplastia, lipoaspiração na barriga, coxa e nas costas. 

A CARAS Brasil conversou com a Dra. Andrea Di Barnardo, Cirurgiã Plástica graduada pela UNICAMP, para entender se uma mulher que deu à luz recentemente pode se submeter a tantos procedimentos cirúrgicos, como os listados pela filha de Monique Evans. De acordo com a profissional, é recomendado esperar um ano pós-parto para encarar a tesoura, o que não é o caso da famosa. 

"Na verdade, existe um tempo recomendado para realizar uma cirurgia plástica no pós-parto. A recomendação usual é de um ano e que o paciente esteja também seis meses sem amamentar, já tendo parado e interrompido isso por uma questão do corpo ter retornado aos níveis hormonais, retornado às condições nutricionais, então o paciente já melhorou a questão de ferro, de nutrientes e também a retração da pele e o retorno ao corpo após a gestação. É importante esperar um ano para a gente ter uma boa segurança cirúrgica e um bom resultado cirúrgico", explica. 

No entanto, a especialista afirma que antes de optar por procedimentos invasivos, é recomendado opções, como tratamentos clínicos a lasers e protocolos de ultrassom macro, microfocado e tecnologias que ajudam na reparação muscular. 

"O estilo de vida, de iniciar atividade física e boa alimentação, vão ajudar bastante na retração dessa pele, na melhora da flacidez e no retorno da composição corporal no pré-gestação. Então, é o tempo da paciente se preparar, definitivamente, para realizar uma cirurgia plástica com segurança", reforça. 

A médica revela que pacientes que deram à luz recentemente demonstram incômodo com a flacidez do abdômen e costas. Bárbara tem relatado nas redes sociais que sua prioridade é melhorar as regiões citadas pela profissional. 

"Para essas regiões corporais e para queixas de flacidez corporal, a gente pode, em caso de paciente tem muito excesso de pele, lançar a mão da cirurgia de abdominoplastia, miniabdominoplastia, onde a gente consegue corrigir a diástase muscular, corrigir o excesso de pele e também de uma possível gordura localizada. Mas tem pacientes que já têm um bom biotipo, um bom condicionamento, e a principal queixa dessa paciente é a flacidez de pele sem muito excesso e essa paciente pode não desejar cortes, por exemplo. Então, para pacientes que não têm muito excesso de pele, que querem uma melhora da flacidez, com uma recuperação mais rápida e evitando cortes, a gente pode fazer cirurgias minimamente invasivas usando tecnologias de retração de pele", aponta.

"Uma boa lipoescultura de definição corporal associando tecnologias de retração como. Jato de plasma, renúvio, argoplasma, radiofrequência agulhada como o Boritite, então são tecnologias, exemplos de tecnologias, retraction, são exemplos de tecnologias de retração de pele e tratamento de flacidez que permitem uma boa melhora corporal sem cicatrizes e com rápida recuperação. Na verdade, essas cirurgias tecnológicas são as cirurgias mais de ponta, mais avançadas da cirurgia plástica moderna corporal e a gente encontra muito esse perfil de cirurgia na mídia com muitas atrizes e muitas famosas", diz ainda.