CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / VETERANA

Nívea Maria revela lado forte ao falar de si: 'Não é um drama'

Em entrevista à TV CARAS, a atriz Nívea Maria confessa ter dois lados de sua personalidade que são muito fortes e, curiosamente, opostos

Thaíse Ramos e Valença Sotero
por Thaíse Ramos e Valença Sotero

Publicado em 04/07/2024, às 19h34

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Nívea Maria é convidada do Desconecta Rio, da TV CARAS - Reprodução
Nívea Maria é convidada do Desconecta Rio, da TV CARAS - Reprodução

A atriz Nívea Maria (77) é a mais nova convidada da primeira temporada do programa Desconecta Rio, da TV CARAS. Durante o bate-papo, em clima total de descontração, ela conta que é uma pessoa bastante caseira e que ama conversar olhando nos olhos. Mas a artista também confessa um outro lado de sua personalidade. “Ficar em silêncio”, diz.

Bastante ativa nas redes sociais, Nívea destaca que também curte muito apreciar momentos consigo mesma, longe do celular e da internet. “Tenho dois lados da minha personalidade, do meu comportamento, que é realmente ficar em casa, curtir a minha casa, curtir os meus pets (...) Gosto muito de animais. E ficar em silêncio, raciocinando, pensando nas coisas que estão acontecendo, naquilo que eu posso fazer e o que eu não posso fazer; e ao mesmo tempo, tenho um (outro) lado, gosto muito de conversar, gosto muito de encontrar os amigos”, conta.

“Prefiro um papo tête-à-tête do que através de um celular. Então, desconectar para mim, realmente, não é um drama. É uma coisa que eu acho que deve fazer parte da vida de todo mundo. Porque a gente precisa se conectar com o outro mais próximo, olhar nos olhos, ouvir, falar”, acrescenta a artista.

EM CARTAZ NO TEATRO

Cinco anos depois de contracenarem juntos em A Dona do Pedaço, novela da TV Globo, Nívea Maria e Rainer Cadete (36) dividem os palcos com a peça Norma. A atriz também fala da oportunidade de unir duas gerações em um mesmo palco.

“Ela (a peça) veio em um momento certo. Não só para o público, que está assistindo, como para mim, como atriz. Estou sexagenária na minha arte. Então, é um presente ter uma peça e um personagem tão rico, tão completo, tão verdadeiro. E trocar a interpretação com um ator jovem, muito talentoso, de uma personalidade maravilhosa, de uma generosidade, de um talento, que é o Rainer Cadete. Porque Norma é um encontro de duas gerações e um papo sobre as dores, as tristezas, as alegrias, as realizações, os sonhos dos dois personagens”, salienta a veterana.

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA: